Irmandade Nossa Senhora do Rosário

Irmandade de Nossa Senhora Rosário de Justinópolis reúne músicos, dançarinos e cantores. Fundada em 1889, segundo seus membros, por um grupo de homens negros livres, é um nobre exemplo do catolicismo afro-brasileiro nascido nas Minas Gerais.

Inicialmente, as celebrações da Irmandade aconteciam em Areias, distrito de Justinópolis, pois não havia uma sede. Pouco antes de 1919, o fundador da Irmandade, sr. Manuel Messias, mudou-se para Campanhã (Justinópolis) e recebeu, como doação de seu amigo sr. Francisco Labanca, um terreno onde a Irmandade pode erguer a sua sede.

A partir deste ano passou a ser o local onde aconteceriam as festividades. Esta Irmandade traz entre suas manifestações a guarda de Congo, guarda de Moçambique e grupos de Candomblé - todas apresentadas na festa de Nossa Senhora do Rosário - que se configuram como uma referência existencial para os afro-brasileiros, além de ser um fato histórico social.

A festa da Padroeira Nossa Senhora do Rosário, de acordo com os membros mais idosos do grupo, ocorre todo o último domingo do mês de Outubro desde o ano de 1889, se configurando como maior evento da Irmandade. Ela é composta por vários eventos, como missas, procissões, cerimônia de posse do rei e da rainha da Irmandade, o banquete, representações dramáticas que recebem o nome de Congadas ou Festa do Rosário em razão da eleição dos reis congos.